Automação Comercial: o que é e o que ela faz pelo seu negócio.

21.07.2021
Automação Comercial

A automação comercial com seus sistemas de automação são de longe uma das maiores contribuições da tecnologia para quem tem o seu negócio na área do food service.


Nada fora do comum, há uma ou duas décadas, era normal para comércios alimentícios, assim como para todo o restante, arquivar e manter por alguns anos milhares de papéis que continham uma infinidade de dados.

Sobretudo, era comum também a necessidade de pessoas extremamente capacitadas para manter tudo isso organizado e em dia.

Esse era, resumidamente, o modo de administração vigente, não só no Brasil, como em todo o mundo.

Não vamos dizer que esse modelo tenha desaparecido por completo, contudo, a criação e a evolução de ferramentas automatizadas, vêm substituindo cada etapa penosa desses procedimentos “arcaicos”.

Seja como for, para reconhecer a importância da automação comercial, é preciso saber tudo aquilo que ela consegue oferecer para uma estabelecimento. Pensando nisso, desenvolvemos este pequeno artigo que com certeza irá te convencer, de uma vez por todas, de que a automação veio para ficar, assim como, para facilitar a administração do seu food service.

Continue a leitura e mantenha o foco até o fim.

Automação Comercial, o que é?

Para aqueles que não sabem do que se trata a automação comercial, a princípio, é importante entender o que significa automação ou automatizar. Assim, quando a inserirmos no mercado comercial, ficará mais simples absorver a correspondência da palavra com o contexto.

Nesse sentido, vamos entender o que queremos dizer por automação.

Significado de Automação.

Não sabemos se você já tem alguma noção sobre o assunto, mas para aqueles que chegaram aqui completamente perdidos, estejam cientes de que:

– Automação é tornar independente, a partir de uma ferramenta (software ou hardware), tudo aquilo que antes, precisava totalmente do intermédio ou esforço humano.

Ainda que receba algum tipo de ação humana, se essa ferramenta, por si só, já realiza determinadas etapas do seu funcionamento, ela apresenta um certo grau de automação.

Sabendo o que é , podemos ver que automação pode ser implantada em quase tudo no nosso dia a dia.

Temos vários exemplos de coisas que podemos citar, que são automatizadas e comuns na vida de várias pessoas, como:

  • Os robôs inteligentes utilizados para limpeza de piso ou piscinas;
  • As portas que abrem e fecham por sensor;
  • As lâmpadas e cortinas pré-programadas de uma casa;
  • Os carros com piloto automático; etc.

Agora que já conseguimos exemplificar melhor o que um dos termos que guia esse artigo significa, vamos voltar ao tema central.

Automação comercial e seus facilitadores.

Primordialmente, a automação comercial se baseará em tudo aquilo que foi pré-definido para automatizar alguns processos, com o fim de torna-los mais fáceis e ágeis.

Dentro do campo comercial ela está presente por meio de sistemas de automação como CRMs, ERPs, PDVs e em casos específicos de foods services, também, em cardápios e menus digitais.

Desses meios  que citamos acima, você conhece algum?

Vamos a uma breve apresentação de cada um.

Os CRMs para a automação comercial.sistema de autoatendimento

CMR – Customer Relationship Management – é um software que te ajuda a gerir a forma como a sua empresa se relaciona com os seus clientes. Talvez, para empresas pequenas do ramo alimentício, aquelas que acabaram de começar, ele não seja tão interessante, mas para as médias e grandes, ele é essencial.

Nesse sentido, é fácil encontrar no mercado, sistemas de automação preparados para auxiliar a equipe de vendas online ou televendas, assim como para “capturar” possíveis clientes pela internet, e ainda, analisar e transformar o modo como a sua empresa age perante aos seus possíveis clientes “capturados” de alguma forma na web.

As ERPs para automação comercial.

ERP – Enterprise Resource Planning – é todo software que compõe um sistema para a gestão de uma empresa.

Os mais completos oferecem todas as funções necessárias para gerir o estabelecimento, como por exemplo, módulos de:

  • Cadastro;
  • Estoque;
  • Fiscal;
  • Financeiro;
  • Vendas; etc.

Porém, como funciona a automatização neste caso? Quando se insere um ERP, principalmente, as etapas relacionadas aos cálculos se tornam automáticas. Isso pois, os softwares programados para esse tipo de sistema, tem como principal função, receber informações e logo em seguida, transformá-las em resultados.

Os PDVs para automação comercial.

PDV  – Ponto de Venda ou Frente de caixa – é aquele software que pode possuir todas as informações sobre produtos, fiscal e financeiro, trabalhando em prol de agilizar os atendimentos.

Aliás, alguns podem ser integrados a vários outros softwares que controlem outras áreas, como estoque, por exemplo. Pensando assim, se você contar com um ótimo PDV, a maioria das atividades burocráticas de administração serão solucionadas sem quase nenhuma intervenção.

Cardápios e Menus Digitais.    

Cardápio digitalOs cardápios e menus digitais tem muito a oferecer como automação comercial para todos os estabelecimentos do setor alimentício.

Por meio deles, pedir comida, seja em casa ou no próprio restaurante, é mais rápido e fácil. Com eles, etapas como fazer pedidos por intermédio dos garçons, ou ainda, ter que ligar para solicitar algo, não são mais necessárias. Isso pois, tudo é enviado diretamente para a impressora de destino.

Outras ferramentas que colaboram para a automatização comercial de um food service.

Ao mesmo tempo que os sistemas oferecem automação para restaurante e similares, alguns outros equipamentos, vem dar complemento ao processo. Veja abaixo quais são:

  • Impressoras para NF;
  • Impressoras para comandas;
  • Balanças digitais;
  • Leitores de código de barras;
  • Computadores;
  • Totens de auto atendimento; etc.

Todos esses equipamentos em junção com os todos os sistemas resultam na dispensa de grande parte da mão de obra exigida para exercer funções repetitivas, proporcionando negócio que as implanta, muita economia.

Conclusão.

Definitivamente, na atualidade, para aumentar os lucros e conquistar mais clientes, é necessário investir em métodos que transformam a rotina de uma empresa, tornando as tarefas cada vez mais autônomas.

Acima de tudo, para chegar a esse resultado é necessário implantar várias ferramentas compostas por ferramentas físicas ou não como as já citadas aqui anteriormente.

Por fim, se o seu objetivo é diminuir gastos e fazer com que o seu food service seja um local com grande potencial de crescimento, a automação comercial é uma das iniciativas a se tomar.

Então é isso. Vamos encerrando por aqui.

Esperamos ter colaborado um pouco mais com ideias que podem influenciar no crescimento da sua empresa.

Até o próximo artigo!

Leia também os artigos a seguir:

Nayara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Suas informações foram enviadas com sucesso. Em breve nossa equipe entrará em contato.