Como criar um cardápio de cafeteria: passo a passo completo!

07.11.2019
Saber criar um cardápio de cafeteria para o seu negócio não é apenas algo necessário para apresentar seus produtos para os consumidores. Clique e confira!

Saber criar um cardápio de cafeteria para o seu negócio não é apenas algo necessário para apresentar seus produtos para os consumidores.

Mas sim, algo capaz de determinar o faturamento e consequente sucesso do seu estabelecimento. Afinal de contas, ele irá considerar coisas importantes como:

  • Público-alvo;
  • Estilo de serviço;
  • Poder de compra do público.

Ou seja, são diversas as questões que envolvem essa criação que deve fazer parte do planejamento estratégico que permite consolidação no mercado.

Assim como, uma chance de crescimento futuro. O problema é que grande parte dos empreendedores não sabe fazer isso.

Pensando nesse assunto, resolvemos dar dicas passo a passo para que você consiga montar um ótimo cardápio, confira agora mesmo!

Planejamento do cardápio de cafeteria

Antes de montar o menu do estabelecimento em si, é importante que seja feito um planejamento.

Sendo assim, um resumo das informações que interferem diretamente em sua criação. Constando nele, os dados que irão impactar diretamente no tipo de comida e bebida servidos!

Ter tudo isso em mente trará mais clareza durante o processo de montagem do cardápio para cafeteria, então, confira a seguir essas informações.

  • Público: qual é o cliente alvo, ou seja, ideal que você espera que frequente o seu estabelecimento. Essa deve ser a primeira coisa a ser considerar antes da escolha dos pratos a serem servidos. Uma vez que, esses devem estar alinhados com aquilo que seus consumidores desejam, necessitam ou costumam pedir em um tipo de negócio desses. Isso deve ser algo a ser considerado desde o estilo dos alimentos servidos, até mesmo nas porções em que serão vendidas. Por exemplo, alguns públicos preferem cafeterias com opções de lanches saudáveis e até mesmo vegetarianos. Enquanto outros tipos de consumidores preferem lanches comuns, como salgados e doces clássicos;
  • Localização: em segundo lugar, considere a região onde a sua cafeteria estará localizada, algo que com certeza estará ligado ao público local e sua forma de consumo. Mas, além disso, ao estilo de outros negócios da região e o estilo do cardápio. O que inclui não apenas estilos típicos de pratos mais consumidos, como a forma como os produtos são veiculados e sua divulgação por parte do cardápio;
  • Concorrência: por fim, analise justamente tudo que outros estabelecimentos do mesmo estilo têm feito nos arredores de onde o seu está localizado. Procure então, além de oferecer serviços e produtos de qualidade, algo diferente que reflete diretamente no seu potencial de atração. Chegando até mesmo, a melhorar o seu faturamento ao poder cobrar um valor compatível ao nível criado.

Passo a passo para criar um cardápio de cafeteria

Mas, após considerar todas essas questões mencionadas acima, individualmente, trace uma estratégia que conecte todos esses pontos.

Afinal de contas, você precisa levar em consideração todas essas características de forma unificada. Identificando assim, qual é exatamente o público ao qual irá se voltar e seu:

  • Estilo de consumo;
  • Desejos e necessidades;
  • Poder de compra.

Portanto, com isso em mente basta seguir o passo a passo abaixo para criar seu cardápio de cafeteria!

1. Pense na lucratividade:

Quando falamos de produtos que oferecem lucro, são aqueles que se pagam. Ou seja, que não causam nenhum tipo de prejuízo já que sua saída é certa!

Com isso, eles precisam ter lucro de forma individual, reduzindo os riscos financeiros apenas na tentativa de criar um diferencial.

Para entender se um produto dá lucro, primeiro você precisa saber o quanto paga por ele. Considerando o 10% dos funcionários e impostos sobre venda no valor pago pelo consumidor.

Assim, você encontra o lucro bruto que ainda sofrerá alguns descontos, para se tornar líquido. Claro que além disso, você pode ter pratos diferenciados.

Ou até mesmo promocionais, já que essas ações de marketing atraem clientes, contudo, eles não devem ser a maior parte do que é oferecido em seu cardápio de cafeteria!

2. Menos é mais no cardápio de cafeteria:

Um erro muito comum que você precisa evitar, é tentar vender de tudo um pouco criando um cardápio extensivo.

Seja por motivos de concorrência ou de muitas ideias, isso prejudica o negócio. Afinal de contas, o consumidor não gosta de perder muito tempo em meio a tantas opções.

Mas, sim, de encontrar cardápios objetivos e com pratos gostosos, com a qualidade que ele espera encontrar em qualquer serviço!

Além disso, entregar as opções de forma mais fácil aumenta as chances de pedidos casados. Ou seja, muito mais do que apenas um café ou suco, e sim, uma refeição completa.

3. Clareza e estruturação:

Outra coisa muito importante é que o cardápio deve ser descrito de forma mais clara possível com informações objetivas!

Sendo assim, o menu pode até ser criativo só que sempre direto e explicativo. De modo que o cliente saiba o que leva em cada refeição, para considerar:

  • O que melhor lhe agrada;
  • Possíveis alergênicos;
  • Se pode pagar por aquilo.

Falando em clareza de informações, o mesmo se aplica à disposição dos produtos a serem oferecidos.

Procure, então, agrupar o cardápio por grupos coesos e sequenciais. Começando por aperitivos, as famosas entradas, e passando para os pratos leves como sanduíches e saladinhas.

Depois, indo para os principais e dividindo por tamanho de porções, lembrando que ainda deve ser separado ainda por tipo de carne!

Logo em seguida devem vir as opções de bebidas, classificadas por tipo (alcoólico ou não). Por fim, apresente as opções de sobremesas.

4. Seja específico:

Minha última dica é bastante simples, informe sempre se um prato possui algum tipo de horário determinado para ser servido.

Tal como acontece com os serviços de almoço executivo e happy hour. Se possível, invista até mesmo em menu separados!

Conclusão

Vimos então, ao longo deste artigo como montar um cardápio de cafeteria passo a passo.

Por fim, quero ressaltar ainda a importância de mantê-lo sempre atualizado. Ou seja, tanto acrescentando, quanto removendo produtos quando necessário!

No cardápio deverá ser incluso ainda meios de contato, hashtag para ser usadas pelos clientes nas redes sociais e a senha do Wi-Fi, caso o serviço seja oferecido!

Este artigo foi útil para você? Deixe sua opinião nos comentários e compartilhe.

Leia também:

Compartilhar:

Luan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Suas informações foram enviadas com sucesso. Em breve nossa equipe entrará em contato.