Tudo o que você precisa saber sobre cardápio eletrônico

27.02.2020
O cardápio eletrônico é uma tecnologia de automatização que conquistou o mercado de food service. Veja o que é e como utilizar no seu negócio!

O cardápio eletrônico é uma tecnologia de automatização que conquistou o mercado internacional e há algum tempo, já vem sendo incorporado ao cenário brasileiro.

Segundo dados da ComScore, hoje no país a população gasta cerca de 2h do dia navegando na internet. Um número esse que aponta o quanto estamos conectados, certo?

Contudo, essa alta conectividade demonstra ainda uma mudança social nas formas de consumo e adaptação as novas tecnologias.

Que ao contrário do que muitos pensam, não é limitada aos jovens. Uma vez que, adultos e até mesmo parte dos idosos também vem mudando suas formas de comunicação.

Desse modo, a soluções tecnológicas e inovadoras começaram a surgir no mercado, se voltando ainda ao setor gastronômico.

O cardápio eletrônico, muito conhecido ainda como digital, apenas demonstra isso. Sendo assim, um novo modelo que proporciona agilidade e praticidade nos serviços.

Além é claro, de diversas outras vantagens que iremos abordar ao longo deste conteúdo, continue lendo e saiba mais!

O que é cardápio eletrônico?

Considerada uma tendência que chega com cada vez mais força e promete muitas mudanças no ano de 2020, o cardápio eletrônico é um(a):

  • Nova modalidade na escolha de pedidos;
  • Sistema de automatização integrado.

Dentro de qualquer estabelecimento gastronômico, o segundo ponto de decisão de um cliente para fazer seu consumo é o cardápio.

O primeiro é ao entrar no local, o segundo quando vê seus produtos. Uma vez, que nada lhe agrade, ele acaba saindo a procura de outro restaurante.

Portanto, o menu é uma peça fundamental que auxilia na experiência e satisfação dos clientes, elevando as vendas.

Foi pensando em cada vez mais torná-lo completo e simples que o cardápio eletrônico foi desenvolvido. A fim de auxiliar nos atendimentos, tornando-os mais autônomos e ágeis.

Enquanto no atendimento convencional, clientes precisam esperar que o garçom vá até sua mesa, tire o pedido e entregue-o a cozinha.

Aqui, tudo é feito de forma mais simples através de tablets e smartphones. Disponibilizados para que o próprio consumidor faça o seu pedido.

Também chamado de garçom digital, essa tecnologia automatiza os pedidos que quando feitos em tais equipamentos, tem sua ordem emitida direto as cozinhas.

Ou seja, o tempo para sua produção e entrega acaba sendo otimizados. Reduzindo então, o tempo de espera e possíveis erros nos pedidos.

Como podemos ver, essa tendência eleva a satisfação dos clientes com o atendimento que é um ponto chave para sua fidelização.

Dando ao cliente autonomia na hora dos pedidos e fazendo uma entrega rápida. Mas, esse cardápio eletrônico vai além disso, como iremos mostrar a seguir.

Visualização:

Um dos maiores diferenciais que o cardápio eletrônico oferece é o potencial de atração e convencimento elevado.

Isso porque ele possui um apelo e estímulo visuais muito maiores. Nos menus convencionais isso acaba se perdendo com o tempo.

Pois, os cardápios sujam, ficam danificados, desbotam, podem ter uma impressão de menor qualidade, entre outros fatores.

Enquanto no digital, as imagens dos pratos ganham mais destaque com imagens que estimulam o apetite devido:

  • Alta resolução;
  • Contraste das cores;
  • Detalhes dos alimentos.

De modo que o cliente tenha uma imagem mais real e próxima ao que realmente irá consumir, criando boas expectativas.

Além disso, com esse tipo de veiculação é possível criar um design mais atrativo. Bem como, dar boas descrições que complementem tal apelo, de forma moderada.

Dica: para que esse sistema funcione como esperado, é importante investir em uma sessão de fotos profissionais para os pratos e bebidas do seu cardápio. Além disso, a manutenção dos pratos e das fotos deve ser feita regularmente, o que ocorre de forma mais simples e econômicas.

Contato físico:

O corpo humano possui 5 sentidos, entre eles o tato possui uma grande função dentro do marketing sensorial.

Já que se relaciona ao nosso maior órgão (a pele) e como muitos dizem “ver com as mãos” é tão importante quanto com os olhos. Algo que o cardápio eletrônico atende muito bem.

Podemos destacar diversos aspectos nos quais, esse contato beneficia as vendas no seu restaurante.

Um deles é o contato com um equipamento mais moderno, com um sistema inovador. Ao invés de, ter que lidar com menus convencionais, que podem estar rasgados, sujos, engordurados, etc.

Outro ponto é que ele dá maior autonomia ao cliente e até mesmo, a sensação de estar segurando o produto visualizado na tela.

Logo, seu estabelecimento é visto com um novo olhar, focando na qualidade elevada. Além disso, funcionários passam a agir de forma mais passiva se voltando as:

  • Entregas ágeis dos pedidos;
  • Atendimentos complementares.

Não mais, sendo o intermediário dos pedidos, o que traz uma sensação maior de conforto e acolhimento.

Dica: descreva bem seus pratos e as informações dos ingredientes presentes. Assim, quando os consumidores estiverem “segurando-o” através do cardápio eletrônico, o potencial de conversão será maior. Permita ainda, dependendo do conceito do restaurante, que esses possam “montar” seu prato ou personalizar aspectos dele (retirada de ingredientes que não gostam, por exemplo).

Quais as vantagens do cardápio eletrônico?

Como vimos ao decorrer do texto, o cardápio eletrônico é uma tecnologia inovadora que muda as formas de consumo, dando aos consumidores:

  • Autonomia;
  • Praticidade.

Após as etapas sensoriais apontadas acima, o processo é finalizado com a entrega ágil dos produtos pedidos.

O melhor de tudo, é que ao tirar a função de “anotar” pedidos do garçom, todo esse processo se torna mais rápido. Com isso, ocorre uma redução do tempo de espera.

Sendo essa uma das maiores reclamações de clientes, seguida pelos erros com o pedido que também acabam sendo reduzidos ou exclusos por total.

Todos os pedidos são enviados direto a cozinha, simplificando os processos. Isso gera mais organização nesse setor, que se prepara melhor para as demandas.

Ao mesmo tempo que os garçons não sofrem mais com a sobrecarga de trabalho e atuam de forma mais assertiva, com a produtividade elevada.

Mas, um dos pontos de destaque é a integração com o caixa, facilitando o fechamento das contas.

Sem contar ainda, que todas as informações são armazenadas. Facilitando assim, as questões administrativas e gerenciais da empresa.

Toda essa agilidade nos processos leva a uma otimização do tempo e recursos, elevando o fluxo de consumidores e faturamento também.

Existem ainda, outras vantagens que podem ser obtidas ao implementar esse sistema, confira abaixo.

1. Redução dos custos:

Um dos maiores limitadores dos restaurantes que impedem as inovações no cardápio, é o alto custo gráfico com sua renovação.

No entanto, um cardápio digital se destaca pela economia gerada. Isso porque o sistema pode ser editado a fim de:

  • Incorporar;
  • Modificar;
  • Excluir.

Produtos que estão ali cadastrados, sem grandes dificuldades e a qualquer momento, facilitando a atualização do menu.

A princípio, o maior custo é o para implementar a tecnologia. Pois, será necessário a compra de equipamentos.

Contudo, a longo prazo nota-se a economia que esse sistema oferece ao relação aos convencionais, reduzindo ainda os impactos ambientais.

Isso permite que você fidelize seu cliente não apenas pela qualidade dos produtos. Mas, pelo fato que esses poderão ser sazonais.

2. Atendimento personalizado:

Quando você passa a dar autonomia aos clientes para realização de seus próprios pedidos, as funções dos garçons se modificam.

Isso porque o cardápio digital otimiza o atendimento. Logo, o garçom fica responsável pela entrega dos pedidos, bem como, para auxiliar os clientes de outras formas.

Ou seja, oferecendo um atendimento mais personalizado ao tirar dúvidas, dar sugestões e até mesmo, conhecer mais os clientes recorrentes.

Com esse tipo de tecnologia, é possível se adaptar ainda a diversidade. Ao configurar o cardápio para outras línguas, como inglês e espanhol.

Tornando o restaurante mais apto a receber turistas sem que a equipe necessariamente tenha domínio de outras línguas. 

3. O cardápio eletrônico é um diferencial:

Por fim, vale destacar que a inovação é um dos pontos que mais atraem novos consumidores que buscam lugares diferentes.

Hoje, a modernidade está presente na vida de grande parte da população. Indo desde aspectos simples a mais complexos e isso, faz com que muitos optem por ambientes modernos.

Adaptar seu estabelecimento as novas formas de consumo é uma forma de se posicionar com mais destaque nesse mercado.

Principalmente, frente a concorrentes de nicho que não oferecem um atendimento tão ágil e eficaz. Mas, para que tudo saia como desejado é importante capacitar sua equipe.

O cardápio eletrônico serve como um sistema de apoio que oferece otimização do tempos e recursos, desde que bem implementados.

Conclusão qrpedir

Neste artigo, vimos o que é um cardápio eletrônico e todos os aspectos que tornam essa uma tecnologia inovadora que promete ficar.

Ainda no ano de 2020 existe uma grande promessa dentro desse mercado. Uma vez que, cada vez mais os estabelecimento gastronômicos vem se adaptam ao uso de tecnologias já que elas:

  • Reduzem os custos;
  • Diminuem os erros humanos;
  • Facilitam a gestão;
  • Torna os atendimento ágeis;
  • Elevam a produtividade;
  • Otimizam recursos;
  • Proporciona assertividade.

Bem como, demonstram um posicionamento estratégico pela adaptação as novas formas de consumo que estão altamente ligadas a tecnologia.

O que você achou deste conteúdo? Deixe sua opinião ou dúvida nos comentários e compartilhe-o em suas redes sociais.

 

 

Leia também:

Luan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Suas informações foram enviadas com sucesso. Em breve nossa equipe entrará em contato.