O que é e como implantar o garçom digital? Descubra agora mesmo!

28.02.2020
Ao longo deste conteúdo, iremos explicar tudo sobre o garçom digital e dar dicas de como implementá-la. Clique e confira todas as dicas!

O setor gastronômico é um dos segmentos no Brasil que mais crescem e se potencializam graças as inovações tecnológicas, entre elas o garçom digital vem se tornando um dos destaques.

Nos últimos anos o mercado consumidor se tornou cada vez mais exigente. Desse modo, medidas que dão a eles maior autonomia foram empregadas.

A ideia é não apenas deixar que os clientes se sintam mais confortáveis na hora de fazer seus pedidos, como também, que isso agilize os processos.

Uma vez que, o autoatendimento reduz o tempo de retirada de um pedido. Bem como, de sua posterior entrega a cozinha.

Todo esse tempo é reduzido com a implementação do garçom digital, conhecido ainda como cardápio digital.

Em mundo cada vez mais digitalizado, é normal que certas tarefas se tornem automatizadas. Afinal de contas, isso promove não apenas a produção como ainda:

  • Aumento da produtividade;
  • Redução de custos.

Ao longo deste conteúdo, iremos explicar tudo sobre essa tecnologia e dar dicas de como implementá-la.

O que é garçom digital? cardápio digital

O garçom digital é uma tecnologia inovadora que vem dando o que falar dentro do mercado gastronômico.

Conhecida por muitos como cardápio digital, essa é uma das soluções tecnológicas de hoje. Tendo sido elaborada no intuito de trazer vantagens inúmeras aos restaurantes, como, por exemplo:

  • Melhorias no atendimento;
  • Pedidos mais assertivos;
  • Redução dos erros humanos;
  • Diminuição dos custos;
  • Aumento da produtividade.

A implementações inovadoras permitem que estabelecimentos gastronômicos mantenha a competitividade.

Do mesmo modo que, fomentam a adaptação as novas formas de consumo. Isso porque hoje a população mundial se torna cada vez mais conectada, o que faz com que empreendimentos se voltem a isso.

Contudo, não basta apenas ter boas estratégias de marketing digital, estar presente em redes sociais, etc.

A tecnologia precisa estar presente ainda nos atendimentos, qualificando-os cada vez mais. Ou até mesmo, dando autonomia aos clientes.

Frente a isso, o garçom ou cardápio digital surge como um equipamento de auxílio ao comércio de alimentos.

Essa tecnologia pode ser traduzida de duas formas. Uma delas é através de aplicativos, mas, que dependem do download feito pelos clientes.

Ou então, pela forma mais comum, que é o uso de equipamentos como smartphones e tablets nos quais, todo um cardápio em formato digital é veiculado.

Nos dois casos, não existe a necessidade de o garçom ir até o cliente para retirar seu pedido. Uma vez que, a escolha do mesmo é feita ali no aparelho e sendo assim, enviada diretamente para o sistema que integra:

  • Cozinha;
  • Salão;
  • Caixa;
  • Administrativo.

Para que serve o cardápio digital? cardápio digital

Portanto, o garçom digital chega para assumir algumas funções deste cargo, de forma mais prática e ágil gerando otimizações diversas.

Tanto de tempo quanto de custos, pois, os garçons passam a agir de forma mais assertiva. Focando assim, muito mais no atendimento, entregas ágeis dos pedidos, entre outros.

Além disso, a redução dos erros acontece, favorecendo o restaurante em dois aspectos:

  • Menores perdas financeiras;
  • Aumenta a satisfação dos clientes.

O cardápio digital funciona com um tecnologia de autoatendimento que antes, era vista apenas em redes de fast food.

Mas, que hoje é implementada em restaurantes, bares, cafeterias e muito outros estabelecimentos. De modo que, trouxe outra questão ao segmento.

Diversos profissionais da área passaram a temer que seus empregos fossem afetados pelo garçom digital.

Como dito antes, no entanto, essa solução funciona de forma auxiliar. Ou seja, a intenção não é a de substitui-los e, sim, otimizar suas funções!

O autoatendimento muda a forma como os garçons trabalham, reduzindo inclusive a sobrecarga de trabalho.

Do mesmo modo que as comandas digitais já trouxerem vantagens. As do cardápio digital vão além, excluindo a tarefa de anotar pedidos.

Isso dá espaço para uma atuação mais simples e ágil, pois, ele fica mais atento as entregas do pedido de forma ágil.

Quanto mais rápida essa entrega se torna, maior é a satisfação dos clientes. Levando assim, a redução das reclamações com a demora.

Outra mudança é que o atendimento não fica preso a uma mesa de clientes indecisos, por exemplo.

Esses podem demorar “todo tempo do mundo” na escolha de seus pedidos. Sem afetar em nada o atendimento realizado em outras mesas.

Além disso, o garçom não corre mais o risco de esquecer de anotar algum pedido ou errar na quantidade para cima, no consumo.

Tudo é registrado de forma automática e sendo direcionada todas as informações, direto ao caixa.

Vantagens do garçom digital?

Até o momento, no decorrer do conteúdo, apontamos alguns benefícios aqui e ali que essa tecnologia oferece ao segmento.

Podemos ver que elas são inúmeras e que não atendem a apenas um lado. Ou seja, as vantagens oferecidas abrangem:

  • Clientes: nesse aspectos, vemos de cara uma melhora na experiência deles, o que gera um aumento da satisfação. Mas, como? Devido à maior autonomia com atendimentos menos “invasivos” e, sim, que estimulam a comensalidade. Ao mesmo tempo que, se mostram altamente qualificados entregando pratos de forma ágil. Bem como, os garçons se mostram muito mais ativos e prontos para atender outras demandas, dar sugestões, etc;
  • Funcionários: esses tem seu trabalho otimizado, reduzindo a sobrecarga de trabalho e gerando menos estresse. Desse modo, sua produtividade e qualidade de vida no ambiente profissional aumentam. Favorecendo sua rotina de trabalho, diminuindo o acúmulo de tarefas também. Na cozinha há também uma redução do trabalho devido à maior organização e exclusão dos erros humanos nos pedidos;
  • Empreendedores: por fim, temos as vantagens diretas ao negócio. Primeiramente, vemos um redução dos custos com cardápios que surge de diversas formas. Tanto pela perda de menu danificados e sua substituição. Quanto pela necessidade de atualizações e impressões sazonais. Além disso, os custos diminuem com a redução dos erros nos pedidos que causam baixa no estoque, perda de alimentos, etc. Mas, o melhor de tudo é que automatização aumenta a produtividade que gera impactos positivos tais como, eliminação de filas e faturamento elevado.

Como podemos ver, as vantagens geradas com esse sistema são diversas e elevam o potencial de crescimento do negócio.

Uma vez que, todos os setores estarão integrados em tempo real. Promovendo uma gestão mais eficiente e adequada ao estabelecimento!

Como implementar o garçom digital?cardápio digital

A implementação do sistema do garçom digital pode variar de acordo com o serviço escolhido para o seu estabelecimento.

Mas, de todas as formas que ele pode ser integrado alguns passos serão iguais a todos. Confira abaixo o que é preciso para isso:

  • Equipamentos: de acordo com o orçamento previsto e o tipo de estabelecimento, você deverá primeiro identificar qual será seu equipamento de autoatendimento. Esse pode ser através de tablets, smartphones e até mesmo tokens de autoatendimento, dependendo do estilo do negócio. A princípio, o custo para a troca de sistemas vai ser um pouco elevado pela compra dos equipamentos, mas, no longo prazo o valor de manutenção se torna reduzido;
  • Produtos: o segundo passo para ter o garçom digital implementado em seu estabelecimento é cadastrar os pratos e bebidas. Fazendo assim, descrições, inserção de preços e imagens, ordenando categorias, etc. Aqui você deve seguir de forma convencional, como se estivesse desenvolvendo um cardápio físico, mas, no meio digital. Uma boa dica é investir no serviço profissional para fotografar alguns do itens, se não todos, de seu menu de forma realística e atrativa;
  • Configurações: em seguida, basta realizar a instalação e configurações do sistema integrado automatizado escolhido para o seu restaurante. De modo a “dar vida” ao cardápio digital, o interligando ainda aos demais setores a fim de facilitar a gestão do restaurante.

Quando todos estes passos estiverem certos, você verá como os atendimentos irão mudar no estabelecimento.

Elevando assim, a um aumento nas vendas e no faturamento. Devido aos atendimentos cada vez mais ágeis e assertivos.

O processo de implementação em si é bem simples do ponto de vista técnico, mas, o mesmo causa mudanças.

Como se preparar para as mudanças?

Antes de mais nada, será preciso informar a equipe e orientá-los quanto as mudanças que estão por vir.

Faça uma reunião com a equipe, explique os benefícios e esteja aberto para solucionar dúvidas. Ou seja, é importante não apenas manter sua equipe a par, como também, capacitá-los para essas mudanças.

Do contrário, isso pode gerar problemas como a inadequação ao novo sistema e erros que interferem na produtividade.

Portanto, para não ter o efeito contrário, é essencial que você estruture toda sua equipe, gestores e o restaurante em si.

Faça um planejamento completo identificando a melhor forma de fazer essa transição. Lembrando ainda, da importância de trabalhar constantemente nas melhorias.

Conclusãocardápio digital

Podemos concluir então, através deste conteúdo, que o garçom digital ou cardápio eletrônico é uma das novas tecnologias que fomentam esse setor.

Causando melhorias diversas que se aplicam as clientes, funcionários e empreendedores/gestores. Facilitando os processos com a implementação de sistemas automatizados e integrados.

O que torna o ambiente mais alinhado, permitindo atendimentos mais ágeis e assertivos que aumentam a fidelização dos clientes do estabelecimento.

Este artigo foi útil para você? Deixe sua opinião ou dúvida nos comentários e compartilhe nas redes sociais.

 

Leia também:

 

 

Luan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Suas informações foram enviadas com sucesso. Em breve nossa equipe entrará em contato.