A nova tendência de mercado: Dark Kitchen

Luan SantosCafeteria, Dicas, Food Service, Hamburgueria, PUB, RestauranteLeave a Comment

dark kitchen

Com o delivery tendo uma grande alta nos últimos anos, um novo formato de cozinha tem surgido. Este formato dispensa um grande investimento e ficam “escondidas”, sendo chamadas de dark kitchen ou cozinha fantasma.

O conceito de Dark Kitchen tem ficado cada dia mais famoso entre o ramo de food service. Esta tendência tem atraído donos e gestores de negócios que desejam sair do modelo tradicional de negócios e focar apenas no delivery. 

Tal tendência teve início nos Estados Unidos a alguns anos atrás, quando os aplicativos de entrega começaram a fazer sucesso no país. Nas dark kitchen’s, dois ou mais negócios podem coexistir no mesmo espaço. Afinal, o público não irá visitar o local, pois esse não é o seu objetivo. Para saber mais como as dark kitchen’s funcionam, continue lendo.

 

Mas o que é uma dark kitchen?

Com uma simples busca na internet por um determinado negócio, poucas informações ou a falta delas pode identificar um estabelecimento que opera com dark kitchen. As cozinhas fantasmas ou restaurantes virtuais oferecem apenas comida para viagem.

No ponto de vista dos donos do negócio, é muito mais fácil manter um negócio sem mesas e clientes presenciais do que um estabelecimento delivery. Um grande grupo de restaurantes e lanchonetes podem dividir a mesma dark kitchen, desde que ela seja grande o suficiente pra isso.

 

Essa tendência auxilia a fidelizar mais clientes?

Vários empresários têm apostado na tendência com o objetivo de aumentar a fidelização dos seus clientes e assim, aumentar o seu faturamento. Visto assim que não existe não existe um limite mínimo de espaço para atender os clientes. Assim, o custo de se manter um negócio assim é muito menor por não haver tantos funcionários e despesas gerais de um salão. 

Outro ponto à favor das dark kitchen’s é não se preocupar com a sua localização. As dark kitchen’s podem se localizar em qualquer bairro, inclusive naqueles com um aluguel mais em conta. 

As dark kitchen’s também permitem que os negócios atuem com diferentes tipos de culinárias em apenas um local. Por exemplo: culinária árabe, japonesa, italiana e fast food. Ou seja, mesmo que os custos mais baixos sejam uma grande vantagem, talvez um dos maiores impulsionadores do crescimento das dark kitchen’s seja o aumento de pedidos por meio de delivery. 

 

Grande possibilidade de sucesso

É possível notar que essa tendência veio para ficar. Com uma expectativa extremamente positiva, combinada com o crescimento dos serviços de entrega, a expectativa é de que esse tipo de negócio cresça a cada dia mais.

Outra vantagem da dark kitchen é a facilidade para alterar os itens do seu menu. Afinal, o mesmo é digital, evitando gastos com reimpressão de cardápio a cada item alterado. Um cardápio digital ajuda você a entender melhor quais itens são mais vendidos, quais podem montar um combo para aumentar a saída de produtos menos vendidos e quais podem deixar de fazer parte do seu menu. 

 

É indispensável adequar as embalagens

Aplicar a ideia de embalagens bem seladas e seguras é indispensável em qualquer estabelecimento delivery. Mas para quem utiliza as dark kitchen’s e não conta com o presencial como uma forma de fidelização do cliente, possuir uma boa imagem na entrega é essencial. 

Toda embalagem precisa ser adequada ao tipo de comida. Para que seu negócio funcione corretamente no modo dark kitchen, você precisa atender a todas as normas e legislações. Apele para embalagens sustentáveis de papéis de alta gramatura, por exemplo. Isso ajudará a criar uma imagem mais preocupada com o meio ambiente.

 

Os desafios da Dark Kitchen

Para qualquer negócio, seja atuando em dark kitchen ou não, atingir uma boa qualidade nos produtos é um desafio. As redes sociais são o seu maior aliado para construir uma boa reputação e conquistar clientes, afinal, elas funcionam como um marketing boca-a-boca. Porém, uma dark kitchen pode ajudar (e muito!) aqueles restaurantes que fecharam para o público durante a pandemia e estão sem caixa para reabrir e começar a funcionar novamente.

Dessa forma, você pode rever contratos das prestações de serviços relacionadas ao seu salão, otimizar a sua cozinha focando no delivery. Dessa forma, você realoca os seus funcionários para melhorar a sua linha de produção. Para começar a atingir um público considerável, cadastre-se em aplicativos que já tenham um grande número de usuários e construa a sua base de clientes no delivery. Depois disso, você poderá investir em um cardápio digital próprio.

Gostou do conteúdo? Conta pra gente nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *