Como abrir uma cafeteria: o guia definitivo com passo a passo!

07.11.2019
Abrir uma cafeteria não é algo que o empreendedor que aposta no ramo alimentício já saiba naturalmente e por isso, alguns desafios precisam ser superados.

Saber como abrir uma cafeteria não é algo que o empreendedor que aposta no ramo alimentício já saiba naturalmente e por isso, alguns desafios precisam ser superados.

Todo tipo de novo negócio exige muito planejamento e foco. De modo que, sua criação seja baseada na chance de crescimento escalável, alcançando o sucesso!

Afinal de contas, serão diversos detalhes como estruturação do cardápio, capacitação dos profissionais, análise do público-alvo, etc…

Outros pontos importantes serão a escolha de equipamentos e insumos para produção. Seja diretamente na cozinha ou no balcão do salão.

Sem falar ainda nos mobiliários e utensílios que irão compor a região do salão em si, onde todo o atendimento será realizado.

Portanto, navegar por esse mercado gastronômico não chega a ser simples como muitos pensam. Apesar de ter um grande potencial de lucros que valem a pena.

Então, continue lendo este artigo e descubra como abrir uma cafeteria passo a passo de forma descomplicada!

Cafeterias são um bom investimento?

O consumo de café em locais fora de casa teve um crescimento de cerca de 307% nos últimos anos. Estes dados mostram que o mercado está aberto e com grandes oportunidades para cafeterias. O comportamento do povo brasileiro mudou e, atualmente, tomar um café fora de casa se tornou uma atividade prazerosa.

De acordo com a ABIC (Associação Brasileira da Indústria do Café), no ano de 2019 existiam cerca de 3,5 mil cafeterias no Brasil. O investimento necessário para abrir uma cafeteria é baixo, se considerarmos ao investimento para abrir um restaurante.

Planejamento de como abrir uma cafeteria

Antes de começar a pôr em prática o passo-a-passo de abertura do seu café, três pontos devem ser estudados e elaborados em um planejamento, sendo eles:

1. Identificação do público-alvo:

Esse primeiro passo é fundamental para qualquer tipo de negócio, seja ele dentro do mercado de alimentos e bebidas ou não.

Isso porque o estudo do público-alvo permite ao negócio um posicionamento estratégico. Ou seja, foca exatamente naquilo que seu público:

  • Gosta;
  • Deseja;
  • Procura;
  • Necessita.

É o reconhecimento de seus padrões comportamentais quando o assunto é a sua forma de consumo, analisando aquilo que você precisa para atraí-lo.

Sendo assim, uma análise que irá auxiliar na construção do negócio como um todo. Bem como, para a criação de estratégias de marketing digital e tomada de decisões mais assertivas!

Algo que envolve desde a escolha dos insumos até as ações de marketing e investimentos financeiros que visam desenvolvimento.

Portanto, conhecer seu público é a fórmula inicial para o sucesso. Uma vez que, você depende deles para faturamento e lucros.

2. Pesquisa de mercado:

Em segundo lugar, após entender seu público, a forma ideal de como abrir uma cafeteria é analisando:

  • Concorrência;
  • Tendências;
  • Precificação.

Tais pontos precisam ser estudados para que você consiga encontrar o seu diferencial de mercado.

Quais são as tendências e inovações para a área de café? Como elas podem ser acrescentadas para tornar seu estabelecimento atrativo?

Analise ainda os pontos fortes e fracos da sua concorrência descobrindo o que você pode fazer de melhor para se destacar em relação a eles.

Por fim, analise o mercado ao qual você se volta considerando o estilo e poder de compra do seu público. Busque então, ao fazer isso, entender:

  • Preço praticado por negócios no mesmo nível que o seu;
  • Quanto seus clientes estão dispostos a pagar por aquilo.

3. Escolha do ambiente:

Por fim, ainda dentro do planejamento é muito importante que você faça um estudo para escolher o ponto onde sua cafeteria será aberta.

Desse modo, deverão ser considerados tanto o público, quanto a concorrência. Em geral, para cafés o ideal é que o ponto seja em uma rua movimentada.

Já que mesmo que você tenha um público mais específico será possível ainda, por vezes, atrair outros consumidores!

Além disso, quanto maior for a quantidade de cafés vendidos diariamente, maior será seu faturamento. Considere que seu café mais simples seja vendido a 4 reais, então:

  • Para um bom faturamento será preciso vender entre 300 a 400 unidades por dia;
  • 300 un. x R$ 4,00 = 1200,00 reais > lembrando que faturamento e lucro são coisas diferentes e que o café será o produto de manutenção do seu capital.

Passo a passo de como abrir uma cafeteria

Após passar pela fase de planejamento, entramos na estruturação propriamente dita do seu estabelecimento. Vamos conferir como ela se dará?

1. Ambientalização:

Passando a fase de planejamento, ao escolher o local onde seu café será aberto, será necessário cuidar de sua montagem, o que inclui duas partes.

1.1) Cozinha

Mesmo que o foco principal em como abrir uma cafeteria, é fato que alguns pratos serão servidos nela, ainda que simples.

Por isso, será necessário montar e equipar uma cozinha, incluindo o estoque. Esse último, irá alimentar tanto essa região interior quanto o balcão de preparo do café.

  • Geladeira;
  • Freezer;
  • Fogão e forno industrial;
  • Coifas;
  • Exaustores;
  • Mesa de montagem;
  • Pistas frias;
  • Fritadeira;
  • Espremedor de frutas;
  • Liquidificador;
  • Prateleiras de estocagem;
  • Utensílios gerais.

1.2) Salão

Já no salão, vemos a parte que engloba tanto o serviço dos baristas, garçons e caixas, quanto dos clientes.

  • Balcão: filtro de água, máquina e moinho de café, micro-ondas, estufa de salgados e vitrine de doces. Aqui também serão expostos artigos de tabacaria, bebidas e armazenados os cafés e insumos da praça usados com mais frequência. Podendo, de acordo com o estilo do negócio ter uma praça fria, mas, de maneira geral, ao menos uma geladeira local adaptada;
  • Caixa: computador e caixa registradora, sendo possível ainda implementar totens de autoatendimento. Bem como, softwares de gestão automatizadas e sistemas de comanda eletrônica que necessitam de tablets e smartphones;
  • Utensílios gerais: copos, xícaras, mexedores, talheres, taças, jarras de inox, porta guardanapo e copo, bandejas dos garçons, etc. Sem esquecer, é claro, dos utensílios de limpeza para a máquina e moedor de café;
  • Mobiliário: mesas, cadeiras, sofás, pufes, entre outros, para os clientes. Já na região administrativa que pode ser uma sala separada, mesas e cadeiras próprias de escritório.

Não esqueça ainda do investimento para decoração que inclui o processo de pintura, objetos e até mesmo sistemas de som e de televisão.

2. Como escolher colaboradores para abrir uma cafeteria:

Em seguida, o próximo passo a se considerar de como abrir uma cafeteria é a escolha dos profissionais que irão atuar nela, sendo divididos entre:

  • Salão: baristas, atendentes/garçom, caixa e gerente;
  • Cozinha: chef, cozinheiros, auxiliares de cozinha e a equipe de serviços gerais (que ainda atuará na limpeza de outros ambientes).

Outra coisa importante ainda, é a nomeação de alguém responsável pelos pedidos de compra que esteja alinhados a todos os setores.

Tal como, a divisão justa de limpeza de praças e estocagem. De modo a manter a casa sempre em ordem e seguindo as normas da Vigilância Sanitária.

Inicialmente, a contratação pode ser reduzida é claro, já que o estabelecimento precisa trabalhar com um orçamento mais seguro.

Nesse caso, o essencial é que ao menos tenha de uma a dois cozinheiros e baristas para cuidar da produção dos alimentos e bebidas.

3. Conhecimento e capacitação:

Ao abrir uma cafeteria um detalhe se torna muito importante que é o entendimento do produto principal do estabelecimento, o café.

Por isso, é fundamental que você invista em treinamentos para toda a equipe. Ou seja, de modo que todos saibam exatamente com o que trabalham.

Para o empreendedor isso se torna essencial para o sucesso do negócio, já que ele precisa ter conhecimento do que faz, permitindo a ele:

  • Inovar;
  • Se diferenciar;
  • Controlar a qualidade.

Já para o gerente, atendentes e garçons, o conhecimento é necessário já que eles farão o serviço/contato direto com o cliente, explicando e orientando.

Em geral, a contratação do barista é feito com alguém que já entenda do mercado, seja qualificado.

Mas, caso essa não seja uma exigência, aqui a capacitação envolverá muito mais que o entendimento e, sim, conhecimentos técnicos para produção da bebida.

4. Espaço e cardápio para abrir uma cafeteria:

Se você quer saber como abrir uma cafeteria que tenha um faturamento incrível, é preciso não apenas saber escolher o ponto ideal.

É preciso investir ainda em outros aspectos importantes. O primeiro deles é o espaço e seu estilo, atualmente o foco se volta ao moderno com pegada rústica.

Criando assim, um ambiente acolhedor que represente o estilo dos alimentos e bebidas servidas, sendo aí que entra o cardápio.

Isso porque existem diversos estilos de serviço, alguns com pratos simples e outros elaborados. Confira dois exemplos abaixo:

  • Sofisticado: são ambientes com diferentes estilos de cafés, sempre se voltando a comercialização de opções gourmet. Alinhado a refeições e lanches mais bem elaborados também. A tendência aqui é incorporar o rústico nas cores amadeiradas, combinadas a elementos minimalistas e clean;
  • Simples: não que essa opção de café deixe a desejar na variedade, mas, aqui o ambiente é combinado a elementos mais simples de decoração. Indo assim, desde o preparo dos alimentos, até mesmo a composição do ambiente que tem uma forte presença de elementos rústicos, apesar de moderna.

Mas, em ambos os casos o adequado é trabalhar com cardápios reduzidos, independentemente do estilo e complexidade das preparações.

O maior número de variedades deve se concentrar nos cafés.

5. Qualidade do produto:

Aqui entra ainda outro aspecto essencial que se direciona a escolha dos fornecedores que impacta no resultado final das preparações.

Esse aspecto deve englobar todas as produções, mas, priorizando o café, é claro! Portanto, será preciso estudar a origem (região) desse ingrediente para entender sua procedência.

Atualmente existe uma forte demanda pela utilização de produtos orgânicos e isso pode ser alinhado ao seu estabelecimento.

Ou seja, você não precisa trabalhar apenas com essa opção, mas, tê-la em seu cardápio atrai um maior número de clientes.

Incorporar ainda, no menu, cafés de diferentes estilos é outra opção. O ponto-chave aqui é a capacidade de gourmetização que aumenta o potencial de lucros.

Contudo, isso é algo a ser estudado desde o planejamento ao conhecer e identificar o seu público-alvo, já que nem todos se importam com esses detalhes.

Mas, e os métodos de preparo?

Atualmente, diversas são as formas conhecidas de se preparar café e brincar com essas diferentes técnicas pode ser um outro diferencial.

Para isso ressaltamos a importância de uma equipe de baristas qualificados. De modo que eles possam passar uma experiência única ao cliente!

6. Regularização do café:

Mas, se você quer saber como abrir uma cafeteria precisamos abordar ainda as questões legais relacionadas a essa atuação.

Isso porque existem certas licenças a serem obtidas e normas a serem seguidas. Confira abaixo como manter seu negócio na legalidade!

  • Tabagismo: o uso de cigarro e itens similares em locais totais ou parcialmente fechados é proibido, seja ele particular ou público. De acordo com o Decreto Federal nº 8.262/14, apenas a comercialização desses itens é permitida;
  • Licença sanitária: é necessário para a abertura de portas a liberação desta, que será obtida junto à Secretaria Municipal de Vigilância Sanitária da sua região. Lembrando ainda, que o estabelecimento estará sujeito a responsabilidade técnica;
  • Outras licenças: Alvará de Funcionamento (Prefeitura), Licença Ambiental (órgãos municipais ou estaduais do meio ambiente), vistorias e observância referente às normas de segurança (Corpo de Bombeiros);
  • Registros: no Sindicato Patronal, Secretarias da Fazenda e da Receita Federal, Junta Comercial, Prefeitura do Município e INSS.

Além desses, outros critérios podem ser exigidos para abertura e por isso, é importante conferir as normas vigentes em seu município/cidade/estado junto aos órgãos responsáveis.

7. Promova o seu negócio:

Minha penúltima dica sobre como abrir uma cafeteria diz respeito aos investimentos de publicidade.

Atualmente, trabalhar junto com estratégias de marketing digital se torna essencial. Já que grande parte dos consumidores utilizam a internet para auxiliar na tomada de decisões.

Independentemente de seu estabelecimento ser muito frequentado por estar em um ponto de grande movimento, mantenha uma presença digital.

Essa ação é um posicionamento que auxilia no crescimento do seu negócio. Podendo ser feito através de:

  • Sites profissionais com blog vinculado;
  •  Perfis nas redes sociais usadas pelo seu público;
  • E-mail marketing para engajamento com clientes fidelizados;
  • Campanhas nessas plataformas e criação de aplicativos.

São inúmeras as formas de trabalhar na divulgação e visibilidade do seu negócio, basta estudar as melhores opções para seu tipo de estabelecimento/consumidores!

Conclusão

Resumindo, vimos ao longo deste artigo como abrir uma cafeteria passo a passo, desde seu planejamento até a estruturação.

Duas fases importantes, sendo a primeira a definição do modelo de negócio. A fase em que são considerados aspectos como:

  • Público;
  • Mercado;
  • Localização;
  • Financeiro.

Enquanto na segunda vemos toda a montagem efetiva que dará vida a base sólida construída anteriormente, tornando esse um negócio com potencial elevado de alcançar o sucesso!

Ainda possui alguma dúvida sobre esse assunto? Conte para nós nos comentários para que possamos auxiliá-lo.

Leia também:

Compartilhar:

Luan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Suas informações foram enviadas com sucesso. Em breve nossa equipe entrará em contato.