Como tirar fotos de comida: Dicas incríveis para pôr em prática!

21.10.2019
Uma coisa que todo mundo deseja é aprender a como tirar fotos de comida, tornando a imagem mais atrativa , por isso clique e confira nossas dicas!

Uma coisa que todo mundo deseja hoje em dia é aprender a como tirar fotos de comida de qualidade, tornando a imagem tão atrativa quanto o alimento!

Seja para postar nas redes sociais ou para uso profissional, é possível fazer isso sem dificuldades. Ao contrário do que a maioria acredita!

O melhor de tudo é que você pode fazer isso simplesmente através do celular, afinal de contas, ele é mais acessível que uma câmera profissional.

Portanto, você não precisa investir seu dinheiro nesse equipamento para tirar boas fotos. Mas sim, seu tempo nas dicas que daremos ao longo deste artigo!

Dicas de como tirar fotos de comida

Quem aprende a como tirar foto de comida, as tornam irresistíveis através da imagem e isso pode ser utilizado de maneira:

  • Profissional;
  • Influencer;
  •  Amadora.

Os motivos irão depender apenas de você e com as dicas a seguir tudo isso será possível, então, mãos a foto!

1. Montagem para tirar fotos de comida:

O primeiro estágio da fotografia gastronômica é o chamado plating ou montagem em português, um conceito relacionado à disposição estática do objeto de interesse.

Se você quer representar o sabor, é preciso primeiramente tornar seu visual atrativo. Isso porque a forma como algo é apresentado influencia diretamente em nossa recepção.

Afinal de contas, comer nada mais é do que uma experiência sensorial que inclui o olfato, tato, paladar, audição (o som da crocrância, por exemplo) e visão!

Quem nunca ouviu a expressão “comer pelos olhos”, certo? Então, as dicas nesse sentido são:

  • Superfície: é importante escolher onde o alimento estará posicionado. Superfícies brancas são ideais para comidas coloridas, já que naturalmente dão contraste a imagem sem atrapalhar na saturação das cores. Tábuas de madeira estão super em alta e são ideais para fotografias de preparos artesanias, pois, trazem um ar mais rústico;
  • Estética: se é você quem irá fazer o empratamento, é sempre importante investir na naturalidade. Portanto, a forma ideal de montar o prato é começando do meio para as laterais buscando simetria. Utilize ainda pinças, colheres, pincéis, entre outros para detalhar as texturas e desenhar com molhos, reduções, geleias, etc;
  • Fundo: opte por cenários que tragam um contraste sem brigar com o elemento principal da fotografia, de modo a complementar ou suavizá-la.

2. Comece pela iluminação:

É através da iluminação que conseguimos tornar a comida ainda mais bonita e atrativa, pois, ela permite a construção de textura na imagem.

Além disso, ela serve para equilibrar as cores dos alimentos. Dessa forma, o primeiro passo é identificar o que você mais deseja destacar nessa comida.

Depois, procure posicioná-la em um local onde a iluminação surja pela lateral para realçar as texturas e gerar sombras – essa dica é perfeita quando há muitas texturas em um único prato!

Quando você opta pela iluminação frontal é comum que sejam criados pontos de luz dura. Com isso, não é possível obter um contraste nítido na fotografia gerando uma imagem:

  • Achatada;
  • Sem “vida”;
  • Não atrativa.

Para quem deseja capturar, por exemplo, o vapor do prato a luz deve ser posicionada atrás do alimento. Gerando assim, um maior realismo para a imagem.

Se for fotografar com auxílio da luz natural, os dias nublados irão auxiliar você, evitando o excesso de luminosidade.

3. Aposte no enquadramento ideal:

A iluminação é algo essencial se você quer aprender a como tirar fotos de comida, contudo, é preciso muito mais que isso para compor sua foto.

Ou seja, você precisa estar atento ao enquadramento. Sendo assim, alguns detalhes importantes devem ser considerados, tais como:

  • Coloração: comece imaginando como combinar as cores para criar uma harmonia cromática em sua fotografia. Ou seja, analise o foco da imagem que é a comida e quais elementos podem se mesclar a ela complementando o ambiente da imagem. Você pode utilizar outras texturas com cores harmônicas ou até mesmo acessórios para criar padrões, sem esquecer ainda de utilizar a saturação. Isso porque as cores estimulam sentidos, dessa forma, devemos destacá-las;
  • Ângulo: tenha em mente primeiro o que você deseja destacar na imagem, alguns alimentos podem se beneficiar inclusive de cortes. Por exemplo, um hamburguer fica mais bonito quando cortado pela metade mostrando o ponto da carne e todas as camadas de complementos. Tal como, um bolo em fatia para mostrar o recheio. Fotos tiradas de um ângulo superior tem como objetivo trazer um visual plano, que fica melhor em imagens repletas de elementos arrumados em complexidade. Já elementos unitários ou por prato, invista na fotografia lateral. Porém, algo que você deve evitar é o ângulo frontal que raramente realças texturas e contornos;
  • Profundidade vs. foco: essa relação é muito importante, uma vez que, a profundidade é criada a partir do foco, realce, enquadramento e distância capturadas. De maneira geral, a região da comida mais próxima a câmera é que recebe um maior realce. O que você precisa é descobrir quando ponto da foto melhor se destaca com o foco sobre elas, isso varia bastante. Mas, uma dica muito boa é utilizar um contraste ao ofuscar o fundo dando ênfase ao que está em foco na imagem, isso irá realçar as texturas.

4. Finaliza na edição:

O processo pós-foto consiste na fase de retoque das imagens que pode ser feito através do próprio celular através de programas bem conhecidos como:

  •  Lightroom CC;
  • VSCO Cam;
  •  Snapseed.

Através deles você pode trabalhar os contrastes, sombreamento, texturas e equilibrar as cores, deixando sua foto com aparência de que foi feita com câmera profissional.

Conclusão

Ao longo deste artigo, vimos dicas de como tirar fotos de comida através do celular de modo que elas fiquem com aspecto profissional.

Ou seja, como se tivessem sido feitas através de uma câmera profissional. Inclusive, essas dicas podem ser utilizadas para fotografar em uma, caso a tenha a sua disposição.

Você precisa basicamente prestar atenção ao alimento para entender seus pontos de destaque e como dar “mais vida” a ele nas fotos!

Este artigo foi útil para você? Deixe sua opinião nos comentários e compartilhe.

Leia também:

Luan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Suas informações foram enviadas com sucesso. Em breve nossa equipe entrará em contato.